Noticias  


2014-06-26

URGENTE!!! Tentativa de homicídio e ameaça policial no Jacarezinho e Hospital Salgado Filho!!

Nesta madrugada, por volta das 3:00, um jovem morador do Jacarezinho foi baleado por um PM da UPP local, que estava (o policial) aparentemente drogado. O jovem, atingido nas nádegas, foi socorrido por moradores, enquanto os policiais se retiravam, sem prestar socorro, dizendo entre si "vamos que deu merda, vai pegar pra gente".

O jovem, acompanhado de sua esposa e moradores, foi levado ao Hospital Salgado Filho, onde aguarda cirurgia para retirada do projétil. Por volta das 8:00, quatro PMs, segundo eles cumprindo ordens do comandante do 3o BPM, Tenente Coronel André Silva de Mendonça, chegaram para fazer "escolta" do jovem e invadiram a enfermaria onde ele se encontra no hospital. Mais dois PMs chegaram logo depois.

Indagados pelos moradores se o jovem está sendo detido ou se é acusado de algo os PMs disseram que não, que só estavam fazendo "escolta" por ordem do comando. Essa é uma atitude completamente ilegal, a esposa do jovem disse que dispensava tal "escolta" mas eles se recusaram a sair e estão ameaçando abertamente os moradores e mesmo os funcionários do hospital.

more

2014-05-06

Vítor Gomes Bento, 8 anos, baleado ontem na cabeça no Morro dos Macacos. Os protestos contra a UPP não são o problema. Eles apontam o caminho para as soluções.

Ontem à noite, mais um episódio que expõe a falência de um projeto de “segurança pública” que já nasceu falido. Durante uma ação dos policiais da UPP do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, supostamente em confronto com traficantes armados, Vítor Gomes Bento, de 8 anos, foi atingido na cabeça por munição letal, pouco depois de ter saído da escola. Vitor foi socorrido por moradores e levado ao Hospital do Andaraí, onde teve ser submetido a uma cirurgia de mais de 5 horas. Seu estado ainda é grave.

Revoltados com mais esse episódio absurdo em uma favela dita “pacificada”, moradores começaram a protestar dentro e fora da comunidade. A UPP, reforçada pelo BPChoque, Bope e Grupamento Aéreo e Marítimo (GAM), sitiou a favela e começou a reprimir os moradores rebelados. Foram usadas armas letais e não letais.

more

2014-02-24

Informações recentes passadas por moradores do Complexo do Lins

A criança baleada ontem, uma menina de 7 anos, não corre perigo de vida e já está em casa. Ela foi atingida por policiais da UPP que estariam supostamente “revidando” tiros de traficantes na Cachoeira Grande, na parte alta do Complexo. Tipo de ação que coloca em risco a população em geral e que, na teoria, o novo “policiamento comunitário” das UPPs evitaria, mas como vemos não é bem assim, não só no Lins mas em todas as favelas ditas “pacificadas”. Moradores se revoltaram, apedrejaram viaturas policiais, um conteiner da UPP no Gambá e três ônibus, nas ruas Lins de Vasconcelos e Vilela Tavares. O fogo atingiu fios e transformadores e deixou grande parte da região sem energia elétrica. Moradores dizem que no momento há grande presença da imprensa no cenário de destruição, mas os jornalistas não sobem a comunidade para tomar depoimentos dos próprios moradores. Fica fácil assim fazer uma “cobertura” que só destaca o “vandalismo” mas não busca levantar as causas da revolta.

more

2014-02-24

Criança baleada na UPP e revolta no Complexo do Lins

Acabamos de receber, de moradores do Complexo do Lins, informação de que uma criança foi baleada por PMs da UPP no final da tarde, na comunidade da Cachoeira Grande. Moradores revoltaram-se e pelo menos um ônibus foi incendiado. A PM divulgou informação que também houve ataques a tiros contra ela. Grande parte do Lins está às escuras nesse momento e a Grajaú-Jacarepaguá segue fechada. A criança estaria internada agora no Hospital Marcílio Dias. Ainda estamos buscando mais informações, mas de todo modo não nos surpreende que este seja mais um caso de revolta em favela desencadeada por ação violenta da PM, como foram as recentes na Bateau Mouche (Jacarepaguá) e Morro São João (Engenho Novo).

more

2014-02-24
Source: Deley de Acari

POSSÍVEIS EXECUÇÕES E AMEAÇAS A MORADORES EM ACARI

Recebemos agora, através do companheiro Deley de Acari, mais uma denúncia de violência policial e, no caso, ameaça direta a moradores e militantes de direitos humanos. Hoje pela manhã, moradores tomaram conhecimento de 2 mortos, decorrentes de uma operação policial realizada de madrugada pelo Bope, aparentemente uma "vingança" e "acerto" devido supostamente à morte de um policial na noite de domingo. Os mortos ao que tudo indica são membros do tráfico mas teriam sido executados, e não mortos em confronto, como alegado pelos PMs. Os moradores tentaram se aproximar e argumentar que os corpos não deveriam ser removidos, e sim que se esperasse a perícia. Os policiais, irritados, atiraram com fuzis em direção aos moradores e jogaram granadas de gás sobre as pessoas, gerando revolta. Um jovem morador, Bel, que foi baleado numa operação policial no carnaval de cinco anos atrás, e que por isso move processo contra o Estado, foi para a laje de sua casa para telefonar e denunciar a intimidação à Comissão de Direitos Humanos da Alerj. Vendo isso, policiais entraram arbitrariamente em sua casa, bateram em Bel e disseram: "tá ligando para os Direitos Humanos? Eles podem vir aqui que quebramos você e eles!". Essa é o tipo de intimidação permanente que os militantes pelos Direitos Humanos que moram nas favelas enfrentam todo dia!

more

2013-10-28

Rede organiza encontro entre familiares de vítimas do Estado e Anistia Internacional

Na última sexta-feira, 25/10, realizamos uma reunião com a equipe brasileira da Anistia Internacional em sua sede em Laranjeiras. Além de militantes da Rede, estiveram presentes familiares de diversos casos de execuções sumárias e desaparecimentos forçados cometidos pelas forças policiais. Desde casos emblemáticos de mais de 20 anos, como a Chacina de Vigário Geral, até a mãe do jovem Paulo Roberto, morto em Manguinhos após abordagem por policiais da UPP no dia 17/10.

more

2013-10-17
Source: Moradores de Manguinhos

Comunidade em Manguinhos protesta contra morte de jovem provocada pela UPP e é reprimida!

ATENÇÃO! Acabamos de receber a informação, por moradores de Manguinhos, que várias pessoas da comunidade estão realizando um protesto na Av. dos Democráticos, devido à morte do jovem Paulo Roberto Pinho de Menezes, pela qual acusam policiais da UPP. A polícia está reprimindo a manifestação com bombas! Avisem e mobilizem midiativistas e advogados!

more

2013-10-02
Source: Moradores do Complexo do Lins

Às vésperas de implantação da UPP, comunidades do Complexo do Lins sofrem com violenta operação policial

Desde ontem (01/10) à noite, o Bope e outras tropas da PM invadiram as favelas do Complexo do Lins, causando intenso tiroteio que durou até hoje pela manhã. Um caveirão ficou circulando pela Rua Maria Luiza, um dos acessos às comunidades, e segundo moradores seis pessoas, ligadas ao tráfico de drogas, teriam sido mortas, em condições suspeitas, o que leva à possibilidade de execuções sumárias. Através da imprensa, a PM reconheceu duas mortes. Também segundo pessoas das comunidades, policiais estariam tentando arrombar residências, na ausência dos moradores.

more

2013-10-01

Mutirão de acompanhamento da instalação da UPP no Complexo do Lins: não mais Amarildos! Chega de violações!

Conforme vem sendo noticiado pela imprensa, a partir de informações que seriam da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, no próximo domingo, 06/10, começará a ocupação militar das favelas Cachoeirinha, Cachoeira Grande, Amor, Gambá, Barro Vermelho, Barro Preto e Árvore Seca, todas no Complexo do Lins, Zona Norte da cidade, para implantação de mais uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Sem qualquer traço de objetividade jornalística, a grande imprensa tem saudado a implantação de mais essa UPP como o início de uma “nova era da paz e segurança” para a região do Lins e Grande Méier, sem questionar seu impacto sobre a vida dos próprios moradores das comunidades a serem militarizadas, apesar das crescentes evidências dos graves transtornos e violações que vem sendo cometidas em favelas ocupadas, haja visto o caso Amarildo na Rocinha e o já bastante difundido aumento dos casos de desaparecimentos nessas áreas.

Nós da Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência temos denunciado as graves violações de direitos cometidos pelas UPPs desde o início da implantação do projeto em 2008, como fizemos, por exemplo, por ocasião da primeira audiência (julho de 2012) de acusação dos PMs que mataram André de Lima Cardoso Ferreira, a primeira vítima registrada de “auto de resistência” em favela “pacificada”. Desde então, o volume de arbitrariedades e violações só tem crescido, inclusive execuções sumárias. Nossas denúncias, entretanto, ficaram isoladas e desprezadas pelas autoridades da segurança pública e mesmo por órgãos institucionais defensores dos direitos humanos. Diversas denúncias sobre violações devido à UPP da Rocinha, por exemplo, foram feitas, entretanto foram negligenciadas até o desaparecimento do pedreiro Amarildo após detenção por policiais.

more

2013-08-04
Source: MTD Pela Base

Atenção, relato de violência policial na comunidade do Morro dos Macacos

Hoje, o shopping Iguatemi sofreu um arrastão. A polícia perseguiu os
supostos autores e fez disparos na tarde de hoje. Como as comunidades mais pobres sofrem com a violência policial e aqui não é diferente, a polícia invadiu o Morro dos Macacos e executou um jovem da comunidade.

A polícia não está deixando os moradores acessarem determinadas partes do morro para "terminar o trabalho sujo" e os policiais estão recolhendo as cápsulas das balas (algumas pessoas filmaram).

Moradores/as estão nas ruas e muito apreensivos com toda essa situação.

more

2013-08-02

Operação policial inesperada provoca tiroteio e desespero no Complexo do Lins

Recebemos agora informação de moradores das favelas do Complexo do Lins, de que desde 5h da manhã uma grande operação policial começou na região, justo na hora de trabalhadores saírem para seus trabalhos e crianças para suas escolas. Há algum tempo prometem implantação de mais uma UPP na área, mas o que tem acontecido são "operações" violentas que colocam em risco as famílias. Pedimos divulgar e quem puder se informar junto às autoridades sobre os motivos e mostrando os riscos a que a população está sendo submetida.

more

2013-07-09

A luta pelo direito de existir na cidade: a história de dona Izildete

A história de dona Izildete condensa vários dos problemas experimentados nas grandes cidades, principalmente daqueles vividos pelas classes populares, relacionadas à violência policial, moradia, mobilidade urbana, acesso a serviços de educação e saúde e todo tipo de adversidade.
Seu filho Fábio e um amigo, de nome Rodrigo, estão desaparecidos desde 2003. O desaparecimento ocorreu em um contexto de abordagem policial. Segundo ela, os jovens foram abordados por quatro policiais que estavam numa viatura Blazer, ao voltarem de uma festa junina realizada em um bar, no bairro São Roque. Segundo Izildete, os policiais acusados afirmam que apenas “deram uma dura nos meninos” e os liberaram. Fato é que os corpos dos dois jovens jamais apareceram, tampouco voltaram os jovens vivos para contar o que se passou.

more

2013-07-08

Mãe de vítima de violência policial sofre com descaso das autoridades em relação ao seu outro filho, que tem paralisia física e cerebral

ona Izildete, há exatos 10 anos, sofria uma das maiores perdas de sua vida: o desaparecimento de seu filho, Fábio Santos. O fato ocorreu num contexto de abordagem policial, na cidade de Queimados, na Baixada Fluminense, em 2003. Desde que denunciou o caso às autoridades e publicamente, incluindo instituições internacionais como a OEA e a ONU, dona Izildete sofreu diversas ameaças. (mais informações, em nosso site: http://www.redecontraviolencia.org/Casos/2003/450.html)

Não bastassem a dor e as dificuldades em função do desaparecimento de Fábio, dona Izildete está sofrendo ainda mais com o descaso que seu filho mais velho, Flávio Santos, que tem paralisia física e cerebral, vem passando nos últimos meses.

more

2013-06-06
Source: Reaja ou Será Morto, Reaja ou Será Morta, e outras organizações

Uma Família Negra violentada pelos Agentes do Estado na Bahia

É notório e de repercussão ampla o caso da execução do artista circense Ricardo Matos, no ano 2008, na comunidade do Bate Facho, no bairro Boca do Rio, cidade de Salvador, Estado da Bahia. Policiais Militares foram denunciados pelo Ministério Público e, ainda hoje, respondem a processo judicial que apura as responsabilidades sobre a execução desse jovem negro em 30/05/2013. A execução de Ricardo e as ameaças que sua família passou a receber a partir de sua morte também foram denunciadas aos Relatores da ONU sobre Execuções Sumárias e de Defensores de Direitos Humanos.

Também é notório e de conhecimento de autoridades públicas o envolvimento de policiais em um forte esquema de execução sumária e extrajudicial, praticado por policiais militares e civis, que muitas vezes se organizam em uma “irmandade” de grupo de extermínio. Há muitos anos a ação de grupos de extermínio na Bahia vem sendo denunciada pela Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Estado, por movimentos sociais e organizações de defesa de direitos humanos. Vale lembrar que a gravidade da situação levou a então Relatora da ONU para Execuções Sumárias, Arbitrárias e Extrajudiciais, Asma Jahangir, a realizar uma missão nesse estado em 2003. Passados 10 anos dessa visita, a ação desses grupos ainda é uma realidade, o que demonstra que o Estado nada fez para coibir o extermínio por parte de agentes do Estado. A falta de ação reflete-se em tolerância.

more

2013-04-09
Source: Mães de Maio

12 DE MAIO SERÁ O "DIA MÃES DE MAIO" NO CALENDÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO!

AGORA É DEFINITIVO: 12 DE MAIO SERÁ O “DIA MÃES DE MAIO” NO CALENDÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO!!!!!!

QUANDO A MEMÓRIA NEGRA, POPULAR E PERIFÉRICA DOS OPRIMIDOS SE IMPÔS À MEMÓRIA OFICIAL DOS PODEROSOS!

Agradecemos a tod@s que sempre nos fortaleceram, e nos fortalecemos mutuamente, nessa caminhada de quase 7 anos de luta pela Verdade, por Justiça e por Liberdade!

more

2013-03-05

Prefeitura continua trabalhando de pressão sobre moradores da Vila Autódromo

Ontem, dia 04/03, agentes da Subprefeitura da Barra da Tijuca/Jacarepaguá e da Secretaria Municipal de Habitação (SMH) estiveram novamente na comunidade Vila Autódromo, que se localiza ao lado do Autódromo de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Integrantes da Pastoral de Favelas, do Coletivo de Assessores Jurídicos, da Rede contra a Violência e das Comunidades Catalisadoras acompanharam a situação.

more

2013-02-28
Source: comunidade Vila Autódromo

Vila Autódromo diz não à remoção

O Prefeito Eduardo Paes visita hoje obras de um condomínio no qual pretende colocar os moradores da Vila Autódromo, como se o caso já estivesse decidido. Os moradores da vila, porém, estão organizados e vão lutar para defender suas casas. Veja a nota abaixo, na qual eles deixam claro que a remoção não é uma opção, e ajude a divulgá-la:

more

2013-02-19
Source: Brigadas Populares

Vitória da Comunidade Dandara. Vitória da luta popular!

TJMG nega provimento a recurso da Construtora Modelo

Ontem, dia 19 de fevereiro de 2013, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais julgou o recurso de agravo interposto pela Construtora Modelo (suposta proprietária do terreno) contra a decisão de 1ª instância que havia revogado a liminar de reintegração de posse. Por unanimidade, três votos a zero, a 1ª Câmara Cível negou provimento ao recurso e garantiu provisoriamente a permanência da Comunidade Dandara no imóvel.

more

2013-01-12

Fim do registro "auto de resistência" no Rio de Janeiro

Após alguns dias depois da decisão do governo de São Paulo, a Polícia Civil do Rio de Janeiro determinou o fim do registro “auto de resistência”, seguindo a resolução da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência. Agora, as mortes provocadas por policiais devem ser registradas como “lesão corporal decorrente de intervenção policial” ou “homicídio decorrente de intervenção social” e deverão seguir a portaria da polícia civil n° 553, de 07 de julho de 2011, que determina, entre outras coisas, a preservação do local do ocorrido e a realização de perícia.

more

2013-01-03

Policial acusado da morte de jovem no Pavão-Pavãozinho, em 2011, irá à júri popular

O policial militar Paulino Mendes Pereira irá a júri popular por ter matado o jovem André de Lima Cardoso Ferreira, na comunidade do Pavão-Pavãozinho, em 2011.

more