Casos » 2004  


2004-05-10

Vitor Hugo da Cunha - Acari

As 10hrs da manhã do dia 10 de maio de 2004 , o menor Vitor Hugo da Cunha, de 9 anos, foi baleado na Rua Guaiuba, em Acari, após uma ação de policiais do 9º BPM (Rocha Miranda). Vítor Hugo, 9 anos, e seu amigo Luan, 8, estavam brincando na calçada próximo à casa do primeiro, perto deles também estava o irmão menor de Vítor, Natan, de 4 anos.

more

2004-03-30

Flávio Mendes Pontes – Itaguaí

Flávio Mendes Pontes, 16 anos, estudava na 6a série e trabalhava numa loja de bicicletas em Itaguaí, estava inscrito para fazer prova na Nuclep. No dia 30/03/2004, por volta das 12h Flávio, encontrava-se na rua Alfredo Alves da Cruz (centro de Itaguaí, onde morava com a mãe, Joana D’Arc Mendes, e seu irmão mais velho, na casa n. 216), com amigos, enquanto sua mãe Joana estava em casa cozinhando o almoço. Um Gol Branco com parou em frente à casa e três homens não fardados entraram sem pedir permissão e com armas na mão. Um dos homens ficou na varanda e dois entraram. O que ficou fora foi reconhecido como Jefferson Machado de Assis, policial militar do 24o BPM (Queimados) que atua em Itaguaí, e era conhecido porque morava bem perto dali. Os dois outros eram desconhecidos.

Os dois se declararam policiais que estavam averiguando uma denúncia anônima. Um deles era o policial militar José Augusto Moreira Felipe, que identificou-se como Eduardo, e começaram a revistar a casa, mesmo sob protestos de Joana. Nesse momento, Flávio, preocupado, entrou em casa e logo começou a ser interrogado e acusado pelos policiais, que a seguir o levaram para outra casa da mesma rua, de uma família amiga de Joana e Flávio. Jefferson levou o carro para perto da outra casa e ficou aguardando. O outro PM, Fabiano Gonçalves Lopes (também do 24o BPM) prendeu as pessoas da casa num quarto e Felipe ficou com Flávio apontando a arma para ele (fora, na escada). Joana os seguiu preocupada mas Felipe a ameaçou e não deixou entrar, ela teve que ficar observando da rua.

more

2004-01-06
Source: Anistia Internacional

Wallace Damião Gonçalves, Júlio César Pereira da Silva, Flávio Moraes de Andrade, Eduardo Moraes de Andrade e José Manoel da Silva – Chacina do Caju

Na noite do dia 06 de janeiro de 2004, os jovens Wallace Damião Gonçalves, 13 anos, Júlio César Pereira da Silva, 16 anos, Flávio Moraes de Andrade, 19 anos, Eduardo Moraes de Andrade, 17 anos e José Manoel da Silva, 26 anos estavam reunidos jogando dominó, próximo a um mercado do Complexo do Parque da Alegria, na comunidade do Caju, Rio de Janeiro, quando dois policiais militares chegaram repentinamente atirando contra os rapazes, sem que eles pudessem reagir. Segundo informações dos familiares, as testemunhas contam que os rapazes ainda tentaram se identificar, solicitando que fossem levados até suas casas para que pudessem mostrar seus documentos, mas não foram atendidos. Indícios provam que a execução foi realizada ali mesmo, onde os rapazes estavam reunidos.

more